• Letícia Seneme

Dia do Dermatologista


Hoje, dia 05 de fevereiro, é celebrado o Dia do Dermatologista; ele é responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças que afetam a pele, mucosas, unhas e cabelos.


Sua formação se dá a partir de seis anos de medicina e três anos de especialização. A comemoração dessa data acontece desde 05 de fevereiro de 2000 e ela foi escolhida em homenagem à criação da SBD.


A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) foi fundada oficialmente em 4 de fevereiro de 1912, por um grupo de 18 médicos, durante uma sessão inaugural que ocorreu no Pavilhão Miguel Couto, da Santa Casa de Misericórdia (RJ). No dia seguinte seu estatuto fora oficialmente registrado.


De 1912 a 1992 ocorreram reuniões com o objetivo de formar e aperfeiçoar gerações de dermatologistas de todo o Brasil. Na época, a formação em dermatologia sofria interferência das escolas francesa, alemã e austríaca; uma vez que os médicos brasileiros iam para a Europa a fim de aprimorar os estudos sobre problemas de pele e seus melhores tratamentos. Ao voltarem ao Brasil aplicavam esse conhecimento e o adequavam à realidade nacional.


Em meio a esse tempo, em 1925, a SBD fundou uma das revistas mais respeitadas e prestigiadas do meio científico nacional e internacional. O primeiro volume abordou: acantose nigricante, leishmaniose, bouba, pênfigo, cistos epidérmicos, sarcomatose múltipla hemorrágica de Kaposi, xeroderma pigmentoso e o bismuto na terapêutica da sífilis e sua história no Brasil.


Em 1967, a SBD estabeleceu o Título de Especialista em Dermatologia (TED), em parceria com a Associação Médica Brasileira (AMB). Tal título significa muito mais do que competência dentro do ramo de aplicação.


“Além dos especialistas oriundos do programa de Residência Médica, é a qualificação específica que legitima o exercício da especialidade com a segurança desejada pela sociedade e pacientes.”

Além disso, a Sociedade possui uma biblioteca que é “considerada a maior e mais completa da América Latina, a Biblioteca Professor Francisco Eduardo Rabello.” Seu acervo é composto por obras raras e únicas, datadas desde o século XVIII e possui mais de três mil publicações.


Atualmente, a SBD possui mais de 10.000 médicos associados. Todos são dermatologistas e obtiveram a especialidade através de pesquisas e estudos originais, principalmente na área de doenças infectocontagiosas e tropicais.


Portanto, as pesquisas no ramo dermatológico nacional contribuem com a ciência e desenvolvimento da dermatologia mundial. Em razão disso, a Biovital não poderia deixar de parabenizar todos esses especialistas que sempre buscam meios inovadores de tratamento.


Parabéns, dermatologistas!



- Fontes:

https://sindmepa.org.br/5-de-fevereiro-dia-do-dermatologista/

https://www.sbd.org.br/a-historia-da-sbd/