• Letícia Seneme

Dia do Farmacêutico

Hoje, dia 20 de janeiro, é comemorado o Dia do Farmacêutico. Oto Serpa Grandado foi quem teve a ideia de homenagear esse profissional, em 7 de janeiro de 1941.




No dia 23 de março de 2007 a data foi aprovada pela ABF (Associação Brasileira de Farmacêuticos) e foi escolhida devido ao seu dia de fundação, que ocorreu em 20 de janeiro de 1916. Porém, o Dia foi oficializado somente três anos mais tarde, de acordo com a Lei n.º 12 338, de 25 de novembro de 2010.


A Associação Brasileira de Farmacêuticos foi formada a partir da iniciativa de um pequeno grupo de farmacêuticos, no Rio de Janeiro, que pretendia criar uma instituição nacional que representasse esses profissionais, já que naquela época a farmácia brasileira estava em crise desde o final do séc. XIX. Diferente do que ocorrera em meados do mesmo século, em que o setor passou por um grande desenvolvimento no Brasil, o século XX foi marcado por uma crise econômica e social, e isso afetou também o setor farmacêutico. Os principais objetivos da ABF eram lutar pelo progresso e engrandecimento dos profissionais, agindo em defesa de seus interesses e fundar a Escola Superior de Farmácia.


Em 2003 foi criada a Associação Brasileira de Ciências Farmacêuticas (ABCF), durante o IV Congresso Internacional de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto. Em 2005 houve seu registro em cartório e no ano seguinte foi realizado seu cadastro na Prefeitura de São Paulo.


"A ABCF é uma pessoa jurídica de direito privado, de caráter científico, sem fins econômicos."

Seus objetivos consistem em encorajar profissionais e demais instituições a desenvolver e divulgar novas pesquisas, assim como divulgar as Ciências Farmacêuticas no Brasil e no exterior, através de publicações científicas e educacionais que possam ser acessadas por especialistas e leigos.


A área de atuação do farmacêutico consiste na elaboração de medicamentos (assim como seus efeitos no nosso organismo) e produtos cosméticos, uma área que tem crescido de maneira significativa. Pode atuar tanto no setor público (em hospitais, postos de saúde, institutos de pesquisa, vigilância sanitária, entre outros) quanto no setor privado (em indústrias, distribuidoras, farmácias, drogarias, laboratórios etc.)


No âmbito da pesquisa, ele pode agir no desenvolvimento e controle de qualidade de componentes e trabalhar com medicina natural, terapêutica e alternativa. Na área alimentar, ele pode ser responsável pela análise técnica e emissão e interpretação de laudos.


A Biovital gostaria de parabenizar e agradecer todos os profissionais de farmácia por toda assistência e atenção que nos oferecem diariamente.


Parabéns, farmacêuticos (as)!


- Fontes:

http://dibrarq.arquivonacional.gov.br/index.php/associacao-brasileira-de-farmaceuticos

https://abcfarm.org.br/sobre/