• Letícia Seneme

Novembro Azul: mês de prevenção contra o câncer de próstata

O mês de novembro é marcado pela campanha do Novembro Azul, uma ação de caráter internacional sobre a conscientização da prevenção do câncer de próstata. A campanha foi criada na Austrália em 2003 junto ao o movimento Movember, que propõe mais atenção à saúde masculina. O Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata é 17/11.


O objetivo geral da campanha Movember é chamar atenção não só para a prevenção e tratamento do câncer de próstata, mas de doenças voltadas para o público masculino de uma maneira geral.


No Brasil, o Novembro Azul foi criado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, a fim de quebrar o preconceito do público masculino de cuidar da saúde e fazer os exames, especialmente o de toque, quando necessário. Em 2014 houve a iluminação azul em vários pontos turísticos do país.


O câncer, de maneira geral, é uma doença causada pela multiplicação desequilibrada de células anormais que dão origem a um tumor com potencial de invadir tecidos e órgãos. Os diferentes tipos de câncer se relacionam aos tipos de células do corpo.

Quando começam em tecidos epiteliais, como pele ou mucosas, são denominados carcinomas. Se o ponto de partida são os tecidos conjuntivos, como osso, músculo ou cartilagem, são chamados de sarcomas. Outras características que diferenciam os diversos tipos de câncer entre si são a velocidade de multiplicação das células e a capacidade de invadir tecidos e órgãos vizinhos ou distantes, conhecida como metástase. Instituto Nacional de Câncer (INCA)

O câncer pode aparecer em qualquer parte do corpo, porém algumas áreas são mais afetadas do que outras e cada órgão, pode ser afetado por vários tipos de tumor, podendo ser mais ou menos agressivo. A maior parte dos casos, quando tratados com rapidez e de maneira adequada, possuem um prognóstico positivo.


A próstata é um dos órgãos do sistema reprodutor masculino, fazendo parte das estruturas internas do mesmo, onde também se incluem os testículos, vesículas seminais e epidídimo, por exemplo. Localizando-se acima dos músculos do pavimento pélvico, abaixo da bexiga. Instituto da Próstata

O câncer de próstata não apresenta sintomas em sua fase inicial, portanto, quando aparecem, em 95% dos casos, o tumor já está em fase avançada, o que torna a cura mais difícil. Em estágio avançado os principais sintomas são: dor nos ossos, dor ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen.


Alguns fatores de risco devem ser levados em consideração no que diz respeito ao desenvolvimento do câncer de próstata, como histórico familiar de câncer de próstata (pai, irmão, tios etc.), etnia (homens negros possuem maior incidência desse tipo de câncer) e obesidade.


A melhor forma de curar o câncer de próstata, assim como o câncer de mama, é o diagnóstico precoce. Ainda que não apareça nenhum sintoma, homens a partir dos 45 anos (com fatores de risco) ou 50 anos (sem fatores de risco) devem ir ao urologista para saber mais como se prevenir e sobre o exame de toque retal, que permite a avaliação da glândula (endurecimento ou nódulos) e o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico). Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados pela alteração no exame de toque retal.


O objetivo da campanha do Novembro Azul é disseminar informações sobre o câncer de próstata e reforçar as recomendações de prevenção, assim como conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce da doença.


Para mais informações acesse:


- https://bvsms.saude.gov.br/novembro-azul-mes-mundial-de-combate-ao-cancer-de-prostata/


- https://movember.com/