Curcumina 95%

Descrição Química (CAS): Curcuma longa L. (458-37-7).

O QUE É?

Curcuma longa (ou Curcuma domestica Valeton) é um arbusto perene endêmico da Índia, havendo registros de seu uso desde o século I antes da Era Comum (AEC), embora haja referências à planta em manuscritos gregos do século IV AEC. Esta espécie desenvolveu relação com a expansão da civilização, sendo hoje encontrada apenas em regiões de cultivo humano, sem relato de espécimes crescendo em locais selvagens. A parte do vegetal com maior utilização é o rizoma, que pode ser consumido fresco ou seco. Para fins de conservação, esse rizoma é desidratado e moído, gerando um pó de coloração dourada denominado turmérico. A utilização do turmérico remete às primeiras descrições de C. longa, e historicamente tem aplicação na culinária, medicina e religião.


Diversos medicamentos utilizados atualmente derivam da medicina Ayurveda (sistema medicinal característico da Índia Antiga). Na prática ayurvédica, a curcumina é utilizada pelas suas ações digestivas, como carminativo, imunizante, antialérgico, antimicrobiano, estimulante, anti-inflamatório, cicatrizante, antioxidante, ou ainda pela sua atuação em doenças respiratórias (asmas, bronquites e alergias) e em outros transtornos, como anorexia, doenças hepáticas e sinusite.


A curcumina atua através da elevação da enzima glutation-S-transferase hepática, a qual participa na desativação e eliminação de peróxidos lipídicos e indutores tumorais. Isso contribui para a atividade inibitória sobre degradações de cromatina e fragmentações de DNA com diminuição da expressão do NF-kappa β e aumento da expressão da caspase-3. Por outro lado, a atividade inibitória da curcumina sobre a enzima COX2 e na síntese do óxido nítrico, estaria relacionada com um bloqueio exercido sobre o fator nuclear NF-kappa β, isto indica a estreita relação que existe entre os processos inflamatórios e tumorais.


BENEFÍCIOS

  • Melhora de patologias ligadas a inflamações, como artrites

  • Preventivo de doenças neuro-degenerativas

  • Prevenção de Isquemia miocárdica, diabetes, hiperlipidemia, distúrbios gastrintestinais

  • Prevenção da remissão de colite ulcerativas


INDICAÇÃO

Pode ser associado a outros ativos e/ou ingredientes. Contraindicado para gestantes, lactantes e crianças menores de 4 anos, em casos de obstrução do ducto biliar, em pacientes com câncer em tratamento com ciclofosfamida, nas semanas que antecedem grandes cirurgias.


Pacientes que recebem tratamento diário com extratos de cúrcuma devem evitar a excessiva exposição solar, reduzindo, assim, as chances de fenômenos de fotossensibilidade.


DOSAGEM USUAL

100 – 500 mg ao dia

74562334454.jpg

Acesse a categoria desejada abaixo: