• Letícia Seneme

Dia Mundial da Saúde

Hoje, dia 07 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Saúde. A data é celebrada desde 1950 com o intuito de chamar a atenção para prioridades da saúde mundial.

O dia foi escolhido como uma homenagem à criação da Organização Mundial da Saúde (OMS) durante a primeira Assembleia Mundial da Saúde em 1948, mas é oficial desde 1950. Foi criada com a preocupação em zelar pela saúde das pessoas, assim como alertar sobre os principais riscos e problemas que podem atingir a população como um todo.



Infelizmente, qualidade de vida e acesso à saúde não fazem parte da realidade de todas as pessoas. A luta para viver com uma baixa renda e condições precárias de saúde fazem parte da vida de muitas delas. Em razão disso, o acesso a boas condições de moradia e a uma educação de qualidade, por exemplo, não são alcançadas por todos. Todos esses problemas podem causar impactos negativos para a saúde mental, como depressão e estresse, por exemplo. Além de ser uma abertura para outras doenças mais graves.


Todo ano o Dia Mundial da Saúde aborda um tema específico que será colocado em discussão pela OMS e o tema deste ano é “Nosso planeta, nossa saúde.” Assim como a data, o tema tem como objetivo colocar em destaque discussões atuais que envolvem a saúde, assim como conscientizar as pessoas sobre a importância de preservá-la para manter uma boa qualidade de vida.


De acordo com a OMS a saúde é “um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”. Portanto, para ser/estar saudável não deve ser considerado apenas a condição física, mas sim ter uma qualidade de vida, uma boa alimentação, acesso à saúde e gozar de bem-estar físico e mental. Ou seja, engloba todos os aspectos da vida.


Além disso, a saúde é um direito de todos os cidadãos, garantido pela Constituição Federal do Brasil de 1988.

A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Art. 196 da Constituição de 1988

Portanto, o Estado deve reduzir ao máximo os riscos à saúde da população. Isso inclui uma atenção especial em diversas áreas, como educação, cuidado com o meio ambiente e investimento em hospitais e medicamentos, ou seja, na saúde básica. Vale ressaltar que o Dia Mundial da Saúde é uma forma de evidenciar as melhorias necessárias para a saúde, pois a partir dos temas que são discutidos a cada campanha, há uma maior circulação de informações confiáveis para a conscientização da população.