top of page
  • Letícia Seneme

Dezembro Laranja: mês de conscientização sobre o câncer de pele

Atualizado: 13 de jan. de 2023

O mês de dezembro é marcado pela campanha do Dezembro Laranja, uma ação sobre a conscientização da prevenção do câncer de pele, que é o tipo mais comum da doença no Brasil. Seu objetivo é chamar atenção para a importância da proteção contra a exposição solar não só em momentos de lazer, mas também no dia a dia.


O Dezembro Laranja foi criado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a fim de incentivar consultas regulares ao dermatologista e de incluir os cuidados preventivos no nosso cotidiano. Ações como iluminação na cor laranja em lugares importantes pelo país, ofertas de exames preventivos gratuitos e materiais informativos fazem parte do movimento.

O câncer, de maneira geral, é uma doença causada pela multiplicação desequilibrada de células anormais que dão origem a um tumor com potencial de invadir tecidos e órgãos. Os diferentes tipos de câncer se relacionam aos tipos de células do corpo.

O câncer de pele pode ser dividido em melanoma e não melanoma. Dentre os não melanoma os mais comuns são os carcinomas basocelular (mais comum e menos agressivo) e epidermoide, que são menos agressivos, mas que causam lesões estéticas e funcionais.

“O câncer de pele melanoma tem origem nos melanócitos (células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele) e é mais frequente em adultos brancos. O melanoma pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. Nos indivíduos de pele negra, ele é mais comum nas áreas claras, como palmas das mãos e plantas dos pés.” Instituto Nacional de Câncer (INCA)
“O câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Apresenta altos percentuais de cura, se for detectado e tratado precocemente. Entre os tumores de pele, é o mais frequente e de menor mortalidade, porém, se não tratado adequadamente pode deixar mutilações bastante expressivas.” Instituto Nacional de Câncer (INCA)

O câncer, no geral, pode aparecer em qualquer parte do corpo, porém algumas áreas são mais afetadas do que outras e cada órgão, pode ser afetado por vários tipos de tumor, podendo ser mais ou menos agressivo. A maior parte dos casos, quando tratados com rapidez e de maneira adequada, possuem um prognóstico positivo.

A exposição solar em excesso sem proteção é um dos fatores que mais contribuem para o desenvolvimento do câncer de pele. Pessoas com um nível menor de melanina (pele clara), que possuem pintas e manchas, idosos, quem tem histórico da doença na família e que sem expõe muito ao sol são as mais propensas a desenvolver a doença.


Para mais informações acesse:

Comments


bottom of page