Calêndula

Descrição Química (CAS): Calendula officinalis flower extract (70892-20-5).

SOBRE

Planta herbácea anual, com caule ereto de 35-70 cm de altura; folhas alternas, oblongas inteiras; capítulos solitários, grandes, terminais, compostos de flores tubulosas estéreis e de flores liguladas férteis, que variam do amarelo claro para o alaranjado e desabrocham continuamente desde o verão até o outono; os frutos são aquênios curvos cobertos de asperidades. 


É originária do Egito e foi introduzida na Europa no século XII, onde são muito cultivadas ornamentalmente em jardins. As flores são as responsáveis por sua ação farmacológica e seu emprego na indústria cosmética, as quais são colhidas manualmente e secas num lugar arejado ou em estufa, à temperatura máxima de 35ºC; foram muito bem adaptadas no Brasil, sendo colhidas de maio a junho. 


PRINCÍPIOS ATIVOS

Óleo essencial (0,1 a 0,2%); Saponinas; Carotenóides; Flavonóides; Álcoois Triterpênicos Pentacílios; Polissacarídeos; Ácido Málico; Mucilagens; Resina; Goma; Taninos; Poliacetilenos; Esteróis e Ácido Salicílico. 


AÇÕES

  • Antialérgica;

  • Suavizante;

  • Refrescante;

  • Emoliente;

  • Anti-inflamatório;

  • Cicatrizante;

  • Antisséptica;

  • Antiespasmódica;

  • Bactericida;

  • Antifúngica.


DOSAGEM RECOMENDADA

Uso externo:

  • Tintura: em compressas;

  • Alcoolatura a 10%;

  • Unguentos, pomadas para úlceras e varizes: 8 a 15%;

  • Banhos: 50g da planta por litro de água. 

74562334454.jpg

Acesse a categoria desejada abaixo: