Rua Dona Ana Prado, 245 - São Carlos-SP 16 3509-1900 0800-600-6411

Item adicionado ao orçamento


MAGNÉSIO DIMALATO

Gostou? compartilhe!

Magnésio Dimalato 98% é conhecido, também, por malato de dimagnésio. No entanto, o Dimalato (malato de dimagnésio) têm propriedades únicas, que garantem maior absorção do mineral pelo organismo. Ele é produzido por meio da combinação do ácido málico com o magnésio, onde o primeiro complementa este último. Essa combinação garante que o organismo absorva o magnésio por completo e em menos tempo que outros suplementos, o que evita reações adversas como a diarreia, por exemplo.

É um suplemento de alta biodisponibilidade, que garante uma melhor absorção pelo organismo e pela digestão. Além disso, ele evita a perda de nutrientes e vitaminas.

O seu principal objetivo é facilitar os processos digestivos, aumentar a aceitação dos demais nutrientes no corpo e combater doenças, especialmente as ligadas ao sistema nervoso central, como em casos de depressão, ansiedade e transtornos mentais.

Tratamento de fibromialgia e síndrome da fadiga crônica.
Estudos realizados pela University of Maryland Medical Center, e confirmados pela National Fibromyalgia Association, concluem que o magnésio e o ácido málico (combinação do Dimalato) são capazes de reduzir as dores da fibromialgia, por meio da diminuição da proteína C reativa (ligada ao
processo inflamatório) no organismo de quem possui essas doenças. Como têm sintomas semelhantes, a síndrome da fadiga crônica também pode ser tratada com a ingestão do suplemento de magnésio. A regressão do nível e da intensidade das dores pode ser percebida após, aproximadamente, 02 meses de uso.

Tratamento de obesidade.
Em 2013, foi publicado no Journal of Nutrition, um estudo sobre os efeitos da ingestão do magnésio no processo de redução de peso e na manutenção da saúde. Além de diminuir a retenção de líquidos no corpo, suplementar esse nutriente permite alcançar níveis mais baixos de glicemia e insulina no organismo. Combate, ainda, o inchaço abdominal. Como todos esses processos ocorrem ao mesmo tempo, é favorecido o aumento da queima de calorias, a redução de medidas e a perda de peso.

Tratamento de depressão e ansiedade.
Após anos de especulações, um importante experimento permitiu a um grupo de pesquisadores concluir sobre a relação desse mineral - o magnésio - com as alterações nervosas e cerebrais, especialmente em casos de depressão e ansiedade. A revista PLOS ONE publicou, em junho de 2017, resultados
surpreendentes da pesquisa realizada na University of Vermont; Clinical Research Center (Universidade de Vermont), nos Estados Unidos. Esses cientistas trabalharam com dois grupos de pessoas depressivas, com a doença nos graus leve e moderada. Ambos os grupos eram formados por adultos (126 pessoas no total), com idade média de 52 anos (verifique a literatura para saber mais).

Não informado


Aplicação

Preço Sob Consulta



Clique na imagem para ampliar.