Rua Dona Ana Prado, 245 - São Carlos-SP 16 3509-1900 0800-600-6411

Item adicionado ao orçamento


As varizes têm tratamento?

Gostou? compartilhe!

As varizes têm tratamento?

Saiba mais sobre

Um problema que atinge quase metade da população, tem solução? Elas são um verdadeiro incômodo, mas não só porque deixam as pernas com um aspecto negativo, e sim também porque causam desconforto, e muito! Quem sofre com as varizes, sofre pelas dores, inchaço e sensação de peso e/ou cansaço, por isso é extremamente importante ficar atento aos fatores de risco, que vão além de uma questão hereditária.

 

Fatores de risco e as suas causas
Alguns problemas de saúde que nos acarretam, muitas vezes, estão associados ao nosso descuido e negligência, por sempre acharmos que nunca irá acontecer com a gente ou por simplesmente não nos preocuparmos tanto quanto deveríamos.

 

É de grande importância estar atento aos fatores de risco, pois quem já teve casos de varizes na família, saiba que é apenas uma tendência passada à você que pode se consumar ou não, dependendo de como você vive. A obesidade e o sedentarismo aumentam significativamente o mau funcionamento, a dificuldade em bobear o sangue, o aumento da pressão e extravasamento. Nas mulheres o risco é maior ainda, pois a gradivez, o uso de anticoncepcionais ou reposição hormonal após a menopausa, são também grandes influenciadores, além é claro, em pessoas no geral que passam muito tempo sentadas ou em pé, sem se movimentarem.

 

A questão da hereditariedade é fundamentada na hipótese que algumas pessoas teriam uma constituição de vasos mais propensa ao problema.

 

Tipos de varizes e tratamentos
O motivo do aparecimento delas são as alterações na parede das veias e suas válvulas. Cada veia possui uma válvula que impede o fluxo de sangue de retornar para os membros inferiores, invés de seguir para o coração. Quando estas válvulas não funcionam bem, o sangue se acumula na veia, causando sua dilatação e o aspecto grosso e tortuoso.

 

Elas são classificadas em 6 níveis. As varizes do primeiro nível (ou grau 1) são aquelas que parecem formar uma teia de aranha na pele, que não causam desconforto e estão relacionadas apenas à estética. Já as de sexto nível (ou grau 6), são as extremamente dilatas e tortuosas, que geram desconforto e necessitam urgentemente de um tratamento, pois assim elas podem causar feridas, sangramentos, inchaços, vermelhidão e ressecamento.

localhost/biovital.ind.br

Para cada tipo de nível há um tratamento correto a ser realizado. Varizes em graus mais avançados, que muitas vezes estão com a veia safena comprometida, são submetidas a cirurgia, e então ocorre uma incisão na pele, na região da virilha, e outro pequeno corte na parte interna do joelho ou na parte interna anterior do tornozelo. Quando a safena não está comprometida, o médico realiza microincisões na pele, da espessura de uma agulha, e utiliza um dispositivo parecido com uma agulha de Crochet para extraí-las.

 

Em níveis mais leves, onde as veias não passam de 3mm, podem ser tratadas com laser transdérmico, sem incisões e sem que haja necessidade de anestesia, na maioria dos casos, e com retorno imediato às atividades diárias.

 

Os tratamentos disponíveis para varizes são formas efetivas e seguras de resolver o problema. Cada um possui uma indicação própria, portanto, somente uma avaliação médica pode dizer se há necessidade para se submeter a uma cirurgia. Às vezes, qualquer outro procedimento minimamente invasivo já é capaz de solucionar o incômodo.

 

FONTE: Bem Estar | Vascular Clínic



Gostou? compartilhe!